A Amazônia sempre nos suspreendendo

A Amazônia sempre nos surpreendendo. Em 2014, uma expedição à Bacia da Foz do Amazonas com o navio Cruzeiro do Sul, da Marinha do Brasil, confirmou a existência de um gigantesco recife de coral ao largo da costa do Amapá e do Pará. Pesquisadores das Universidades do Amapá e Rio de Janeiro registraram 61 espécies de esponjas e 73 de peixes recifais, além de vários tipos de algas calcárias, responsáveis pela construção da base da estrutura, os rodolitos. A estimativa foi de que o recife tinha 9.500 km² (https://www.bbc.com/portuguese/geral-43970980). O resultado do trabalho foi divulgado num artigo publicado na revista Science Advances, em abril de 2016.

Mais recentemente um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA) apresentou um estudo  que aponta o Aquífero Alter do Chão como o de maior volume de água potável do mundo. A reserva subterrânea está localizada sob os estados do Amazonas, Pará e Amapá e tem volume de 86 mil km³ de água doce, em termos comparativos, a reserva Alter do Chão tem quase o dobro do volume de água potável que o Aquífero Guarani – com 45 mil km³ de volume.